sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

-As Religiões Mosaicas versus a Bruxaria

Da Escritura “Sagrada” dos Judeus e dos Cristãos, assim como entre Islamitas, escorre sangue e instrui assassinato: Se a lei mosaica era oposta a lei de Jesus, como cita-se no Novo Testamento bíblico, e considerando o fato de terem ensinado que Deus era perfeito, como pode ambos os “profetas” estarem falando do mesmo Deus inconfundível e imutável? A única explicação plausível é que o Deus de Moises não era o mesmo que o Deus de Jesus.

Entretanto, Yehoshua ou Josué – que sucederia Moises na liderança dos israelitas ou judeus e que, como sabe-se, espiritualmente, fora encarnação anterior daquele que veio, em seguida, como Jesus Cristo – realizava crueldades e matanças de pessoas (vide: Livro de Yehoshua, do Tanakh/Mikrá ou Bíblia judaica) em cidades antigas não hebraicas, ao colocar, junto aos seus companheiros, fogo nestas cidades conjuntamente às pessoas que nelas habitavam. Diante disso, o que se espera que os “bons cristãos” o façam senão seguir os “passos de Jesus”? Para algumas pessoas, a cristã Inquisição do “Santo Ofício” (Sacrifício!), que realizava tortura e matança de pessoas e principalmente mulheres, foi ‘um acaso’, o fundamentalismo cristão medieval e as inúmeras mortes realizadas pelos cristãos às bruxas foi ‘um acaso’, a intolerância religiosa dos pastores e seu ódio contra os grupos minoritários, que impera atualmente, é ‘um acaso’.

Por outro lado, Moises institucionalizou as Leis Mosaicas bíblicas para serem seguidas por todos, vejamos o que dizem algumas delas:
1 - Êxodo 21:20-21:
“Com a aprovação divina, um escravo pode ser surrado até a morte sem punição para o seu dono, desde que o escravo não morra imediatamente.” (isto é, seja torturado)
2 - Êxodo 22:17:
“Não deixarás viver nenhuma feiticeira.” (lei que, na idade média, ‘feiticeira’ ou ‘malfeitora’ foi traduzida equivocadamente por ‘bruxa’ e, assim, tornou-se um pretexto para perseguir, torturar e realizar matança ritualística pelos cristãos aos adeptos da Bruxaria)
3 - Êxodo 22:19:
“Quem sacrificar a algum deus que não seja o único Senhor, será posto em interdito.”
4 - Êxodo 32:27:
“Cada um ponha a sua espada sobre a sua coxa; e passai e tornai pelo arraial de porta em porta e mate cada um a seu irmão, e cada um a seu amigo, e cada um a seu próximo. E os filhos de Levi fizeram conforme a palavra de Moisés; e caíram do povo aquele dia uns 3.000 homens.”
5 - Levítico 26:22:
“Enviarei as feras dos campos as quais lhes deixarão sem os seus filhos.”
6 - Levítico 26:29, Deuteronômio 28:53, Jeremias 19:9, Ezequiel 5:8-10:
“Como punição, o Senhor fará com que as pessoas comam a carne de seus próprios filhos, filhas, pais e amigos.”
7 - Números 12:1-10:
“Deus faz com que Miriam fique leprosa por sete dias por ela e Arão terem falado mal de Moisés.”
8 - Números 15:32-36:
“Um homem que no Sábado estava pegando gravetos de lenha para uma simples fogueira é apedrejado até a morte segundo a ordem de Deus.”
9 - Números 16:49:
“Uma praga divina mata 14.700 pessoas.”
10 - Números 21:3:
“Com o apoio divino, os Israelitas destroem todos os Cananeus.”
11 - Números 21:6:
“Deus manda serpentes ardentes para matar muitos Israelitas.”
12 - Números 21:35:
“Com o apoio divino os Israelitas matam Ogue, seus filhos e todo o seu povo até não haver sequer um sobrevivente.”
13 - Números 25:4:
“Disse Deus a Moisés: Toma todos os cabeças do povo e enforca-os ao Senhor diante do Sol, e o ardor da ira do Senhor se retirará de Israel.”
14 - Números 25:8:
“Com uma lança Finéias vai até uma tenda e mata um próprio israelita e a sua mulher ferindo-os na barriga, cessando assim a praga sobre os filhos de Israel.”
15 - Números 25:9:
“Uma outra praga divina mata 24.000 pessoas.”
16 - Números 31:17-18:
“Moisés, seguindo ordem divina, ordena que os Israelitas matem todos os filhos homens dos Midianitas e todas as mulheres que já tenham conhecido homem.” (Como iam saber quais as mulheres que já tinha conhecido homens? Isso devia envolver, como ocorreu na idade média, determinada humilhação contra a mulher)
17 - Números 31:31-40:
“Os israelitas capturam 32.000 virgens como pilhagem na guerra. 32 são colocadas de lado (para serem sacrificadas?) como um tributo ao Senhor.”
18 - Deuteronômio 2:33-34:
“Os israelitas destroem completamente os homens, mulheres e crianças de Sião.”
19 - Deuteronômio 7:2:
“Deus dá conselho aos Israelitas para destruir totalmente, sem piedade, todos que tiverem que enfrentar.”
20 - Deuteronômio 20:13:
“E, se o Senhor, teu Deus, a entregar nas tuas mãos, passarás a fio de espada todos os seus varões. As mulheres, porém, as crianças, o gado e tudo o que houver na cidade, todos os seus despojos, os tomarás para ti, e desfrutarás da presa dos teus inimigos, que o Senhor, teu Deus, te houver entregue”.
21- Deuteronômio 20:16:
"Das cidades destas nações, que o Senhor teu Deus te dá em herança, nenhuma coisa que tem fôlego deixarás com vida”.
22 - Deuteronômio 21:10-13:
“A mulher prisioneira: Com aprovação divina, os Israelitas podem pegar as mulheres formosas do inimigo e as levarem para suas casas para serem suas mulheres. Suas cabeças devem ser raspadas e suas unhas devem ser cortadas e, depois, entrarás nela e tu serás teu marido e ela tua mulher. Caso não se contente com ela, podem deixá-la partir, desde que não a vendam.”
23 - Deuteronômio 28:53:
“E comerás o fruto do teu ventre, a carne de teus filhos e de tuas filhas que te der o Senhor teu Deus, no cerco e no aperto com que os teus inimigos te apertarão”.
24 - Josué 6:21-27:
“Com aprovação divina, Josué destrói com fio da espada os homens, mulheres e crianças da cidade de Jericó.”
25 - Josué 7:19-26:
“Acã, seus filhos e seu gado são apedrejados até a morte por Josué, só por ter pego despojos dos babilônios.”
26 - Josué 8:22-25:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Ai, matando 12.000 homens e mulheres, sem que nenhum escapasse.”
27 - Josué 10:10-27:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo os Gibeonitas.”
28 - Josué 10:28:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Maqueda.”
29 - Josué 10:30:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Libna.”
30 - Josué 10:32-33:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Laquis.”
31 - Josué 10:34-35:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Eglom.”
32 - Josué 10:36-37:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Hebrom.”
33 - Josué 10:38-39:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Debir.”
34 - Josué 11:21-23:
“Com aprovação divina, Josué destrói todo o povo de Anakim.”
35 - Josué 10:40:
“Assim feriu Josué toda aquela terra, as montanhas, o sul, e as campinas, e as descidas das águas, e a todos os seus reis. Nada deixou de resto; mas tudo o que tinha fôlego destruiu, como ordenara o Senhor Deus de Israel.”
36 - Josué 11:6:
“O senhor ordena o mutilamento (corte dos tendões das pernas) dos cavalos.”
37 - Juízes 1:6:
“Com aprovação divina, Judá persegue Adoní-Bezeque e lhe corta os polegares e os dedões do pé.”
38 - Juízes 1:8:
“Com aprovação divina, Judá põe fogo em Jerusalém.”
39 - Juízes 3:29:
“Os Israelitas matam 10.000 moabinitas.”
40 - Juízes 7:19-25:
“O povo de Gideão destrói os Midianitas, cortam as cabeças de seus príncipes e as trazem para Gideão.”
41 - Juízes 16:27-30:
“Samsão, com a ajuda de Deus, derruba os pilares e causa sua própria morte e a de 3.000 homens e mulheres.”
42 - Juízes 19:22-29:
“Um grupo de depravados sexuais batem na porta de um ancião pedindo para que ele lhes entregue um homem que ali tinha entrado. Ao invés disso o homem lhes oferece sua filha virgem e a concubina do homem. ‘Eis que a minha filha virgem e a concubina dele tirarei para fora ; humilhai-as a elas, e fazei delas o que parecer bem aos vossos olhos, porem a este homem não façais loucura semelhante.’ O homem lhes entrega a concubina. Eles a usam até o amanhecer. Depois disso o homem corta seu corpo em doze partes e envia cada uma das partes para cada uma das doze tribos de Israel.”
43 - 1saias 18:27:
“David mata 200 filisteus e lhes corta os prepúcios.”
44 - Samuel II 4:7-8:
“Recabe e Baaná matam Isbosete, que estava deitado, e o decapitaram e levaram sua cabeça de presente para David.”
45 - Samuel II 4:12:
“David manda matar Recabe e Baaná e manda lhes cortar suas mãos e seus pés e pendurar seus corpos sobre um tanque.”
46 - Samuel II 8:4:
“David mutila inúmeros cavalos, cortando-lhes os tendões,.”
47 - Samuel II 8:5:
“David mata 22.000 Sírios.”
48 - Samuel II 8:13:
“David mata 18,000 Edomitas no vale do sal e faz o restante de escravos.”
49 - Samuel II 10:18:
“David mata mais de 40.000 Sírios.”
50 - Samuel II 11:14-27:
“David arma um plano para matar Urias de forma que possa desposar sua esposa.”
51 - Samuel II 12:1, 19:
“Deus mata o filho de David pelos pecados que ele cometera.”
52 - Samuel II 13:1-15:
“Amnon se apaixona por sua própria irmã Tamar, a estupra e depois a odeia.”
53 - Samuel II 13:28-29:
“Absalão irmão de Amnom manda matar Amnom.”
54 - Samuel II 18:6-7:
“20.000 homens são mortos numa batalha no bosque de Efraim.”
55 - Samuel II 18:15:
“Os soldados de Joab matam Absalão.”
56 - Samuel II 20:10-12:
“Os soldados de Joab matam Amasa e deixam-no esvaindo em sangue no meio da rua.”
57 - Samuel II 24:15:
“Deus manda uma peste que mata 70.000 homens em Israel.”
58 - Reis I 2:24-25:
“Salomão manda matar Adonias.”
59 - Reis I 2:29-34:
“Salomão manda matar Joab.”
60 - Reis I 2:46:
“Salomão manda matar Simei.”
61 - Reis I 13:15-24:
“Um homem é morto por um leão por ter comido pão e bebido água num lugar onde o Senhor lhe tinha proibido.” (Isso apesar do fato do homem ter sido enganado por um profeta que lhe dissera que um anjo do Senhor o tinha permitido comer e beber naquele local).
62 - Reis I 20:29-30:
“Os israelitas matam 100.000 sírios em um dia. Um muro cai em cima dos 27.000 Sírios restantes.”
63 - Reis II 2:23-24:
“42 crianças são despedaçadas e mortas por ursos por terem zombado de um homem de Deus que por isso os teria amaldiçoado.”
64 - Reis II 5:27:
“Eliseu amaldiçoa eternamente com lepra Geazi e todos os seus descendentes.”
65 - Reis II 6:18-19:
“Atendendo as súplicas de Eliseu, o Senhor cega os Sírios que assim são enganados por Eliseu.”
66 - Reis II 6:29:
“Cozemos pois o meu filho e o comemos. Mas dizendo-lhe eu ao outro dia: Dá cá o teu filho, para que o comamos; escondeu o seu filho.”
67 - Reis II 9:30-37:
“Jeú faz com que Jezabel seja morta. Seu corpo é pisoteado por cavalos. Sua carne é comida pelos cachorros. Dela só restam a caveira, os pés e as palmas das mãos.”
68 - Reis II 10:7:
“Jeú mata 70 filhos de Acabe, suas cabeças são cortadas e colocadas em cestos e enviadas para o seu pai.”
69 - Reis II 10:14:
“Jeú manda matar 43 parentes de Acabe.”
70 - Reis II 11:1:
“Atalia destrói toda uma família real.”
71 - Reis II 14:5, 7:
“Amazias mata seus servos e 10.000 edomitas.”
72 - Reis II 15:16:
“Menaem corta ao meio todas as mulheres grávidas.”
73 - Reis II 19:35:
“Um anjo do Senhor mata 185.000 assírios numa só noite.”
74 - Crônicas I 20:3:
“Então David fez serrar o povo com a serra e cortar com talhadeiras de ferro e com machados; e assim fez David com todas as cidades dos filhos de Amom.”
75 - 2Ch 13:17:
“500.000 Israelitas são assassinados.”
76 - PS 137:9:
“Feliz o homem que arrebentar os seus filhinhos de encontro às rochas.”
77 - IS 13:15:
“Todo o que for achado será traspassado; e todo o que for apanhado, cairá a espada. E suas crianças serão despedaçadas perante os seus olhos; as suas mulheres violadas.”
78 - Isaías 13:18:
“E os seus arcos despedaçarão os mancebos, e não se compadecerão do fruto do ventre; o seu olho não poupara os filhos.”
79 - Isaías 14:21-22:
“Preparai a matança para os filhos por causa da maldade de sues pais.”
80 - Isaías 49:26:
“O Senhor faz com que os opressores do povo israelita comam sua própria carne e fiquem bêbados de seu próprio sangue, como se fosse vinho.”
81 - Jeremias 16:4:
Segundo Deus “Morrerão de enfermidades dolorosas, e não serão pranteados nem sepultados; servirão de esterco para a terra; e pela espada e pela fome serão consumidos, e os seus cadáveres servirão de mantimento às aves do céu e aos animais da terra.”
82 - Lamentações 4:9-10:
“As mãos das mulheres piedosas cozeram seus próprios filhos; serviram-lhes de alimento na destruição…”
83 - Ezequiel 4:12:
“E comerás um biscoito de cevada, a qual cozerás, à vista deles, com excrementos humanos.”
84 - Ezequiel 6:12-13:
“O Senhor diz: ‘… o que estiver longe morrerá de peste, e o que está perto morrerá pela espada, e o que ficar de resto e cercado morrerá de fome; cumprirei o meu furor contra eles …’.”
85 - Ezequiel 9:4-6:
“Ordem do Senhor: ‘sem compaixão… matai velhos, mancebos, e virgens, e meninos, e mulheres, até exterminá-los…’.”
86 - Ezequiel 21:3-4:
“O Senhor diz que exterminará tanto o justo quanto o ímpio, ferindo-lhes a carne com sua espada.”
87 - Ezequiel 23:25, 47:
“Deus irá matar os filhos e as filhas de todas que foram prostitutas.”
88 - Ozeas 13:16:
″Seus filhos serão despedaçados, e as suas mulheres grávidas serão abertas pelo meio.”
89 - Salmos 109:6-13:
“Suscitai ao seu lado um malévolo, e um acusador esteja à sua direita. Citado em juízo, seja condenado, e fique sem efeito a sua defesa. Sejam abreviados os seus dias, e receba outro o seu lugar. Fiquem órfãos os seus filhos, e viúva a sua esposa. Andem errantes e mendigando os seus filhos, e esmolem longe das suas casas em ruínas. Vincule-lhe o credor todos os seus bens, e os estranhos roubem as suas fadigas. Ninguém mais lhe mostre benevolência, nem haja quem se compadeça de seus órfãos. Sua descendência seja voltada ao extermínio; e na próxima geração extinga-se o seu nome.”
90 - Salmos 137:9:
“Bravo o que tomar os seus filhinhos e os esmagar contra uma pedra!”
91 – 1 Timóteo 2:11-12:
“A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio.”
92 - Isaías 45:7:
“Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas.”
93 - Deuteronômio 21:18-21
“18 Quando alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedecer à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e, castigando-o eles, lhes não der ouvidos,
19 Então seu pai e sua mãe pegarão nele, e o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar;
20 E dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz; é um comilão e um beberrão.
21 Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; e tirarás o mal do meio de ti, e todo o Israel ouvirá e temerá.”
94 - I Coríntios 11:14:
“Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido?” (Jesus contrariou esta lei, porque os cristãos dizem que ele tinha cabelo comprido!).

Mas, Moises, além de institucionalizar estas leis corruptas em que todas as pessoas eram obrigadas a seguir caso não quisessem ser mortas, institucionalizou – também – a circuncisão e, em sua reencarnação como Maomé Fundador do Islamismo ou religião Muçulmana, institucionalizou, ainda, a mutilação vaginal feminina: Pois, vejamos, como pode um Deus perfeito e amoroso desejar a mutilação sexual ou a ausência de prazer entre as pessoas, sendo estas seus filhos? MAS, não termina aqui: no Judaísmo, a religião de Moises, uma pessoa judia que desacreditar da crença judaica pode incorrer à excumunhão, condenação e amaldiçoamento pelos rabinos (sacerdotes judaicos), tal como ocorreu com o estudioso judeu Baruch Spinoza a partir do momento em que este passou a questionar a crença judaica e se posicionar a favor do avanço da ciência e do estudo da filosofia, como atesta a declaração rabínica na Sinagoga Talmud Torah de Amesterdão:

“Pelo decreto dos anjos, e pelo comando dos homens santos, nós excomungamos, expulsamos, amaldiçoamos e condenamos Baruch Spinoza, com o consentimento de Deus, Bendito seja Ele, e com o consentimento de toda a Santa Congregação, na frente destes pergaminhos santos com os seiscentos e treze preceitos que neles estão escritos, com a excomunhão com o qual Yehoshua proibiu Jericho, com a maldição com a qual Eliseu amaldiçoou os meninos e com todas as maldições que estão escritas no Livro da Lei. Maldito seja ele de dia, e maldito seja ele de noite; Maldito seja ele quando ele se deita, e maldito seja ele quando ele se levanta; Maldito seja ele quando ele sair, e maldito seja ele quando ele entra. O Senhor não o poupará; A ira e o furor do Senhor se irão contra este homem, e trarão sobre ele todas as maldições que estão escritas neste livro, e o Senhor apagará o seu nome debaixo do céu, eo Senhor o separará de todo o seu sofrimento As tribos de Israel com todas as maldições da aliança, que estão escritas no Livro da Lei. Mas vós, que vos apegais ao Senhor Deus, estão todos vivos neste dia. Estamos fim de que ninguém deve se comunicar com ele oralmente ou por escrito, ou mostrar-lhe nenhum favor, ou ficar com ele sob o mesmo teto, ou no prazo de quatro varas dele, ou ler qualquer coisa composta ou escrito por ele.”

Em contraposição, no Cristianismo nunca houve um amaldiçoamento formal no caso de uma pessoa que é excomungada ou condenada como herege, no entanto, o Cristianismo, apesar de não realizar amaldiçoamento neste caso, fazia uso, há cerca de sessenta e sete anos atrás, de uma prática muito pior que o amaldiçoamento: tortura e matança na fogueira ou em afogamento aos pensadores e às pessoas quaisquer que fossem que fizessem algo contra a lei cristã, incluindo pessoas que ousassem produzir conhecimento ou curar doenças; porque, para o Cristianismo, há cerca de menos de setenta anos atrás, quando havia a “Lei Anti-Bruxaria” ou “Atos Anti-Bruxaria”, curar doenças ou obter conhecimento era tido como algo “malévolo” ou “proibido”, mas, em contraposição, torturar ou assassinar pessoas que praticassem um ato de bondade, como curar ou obter conhecimento, era tido como “aceitável” e “correto” entre os cristãos (!), e isso tudo era feito sob ritualística, em nome de Jesus Cristo e do dito “Pai, Filho e Espírito Santo”.

Obviamente que isso é mais uma armadilha de Ahriman/Seth/Satanás! Por incrível que pareça, os Judeus e os Cristãos, historicamente, sempre estiveram mais preocupados em denunciar e maldizer as mulheres, como "o fim de Jezabel", e criar ódios contra libertinos, do que livrarem-se das próprias corrupções pessoais que se aliam e cometem! Da Escritura “Sagrada” dos Judeus e dos Cristãos, assim como entre os terroristas muçulmanos, escorre sangue e instrui assassinato e partidarismos sobre a terra (os mesmos partidarismos que movem falsos religiosos no Congresso sob titulações políticas em prol de favoritismos e corrupções, assim como perseguições e matanças às classes sociais minoritárias).

Ademais, com o surgimento da Era Cristã, nasceu, em consequência, a chamada "Idade das Trevas", resultado do domínio opressor e supersticioso da Igreja Cristã que, fazendo uso de todas as armas de tortura possíveis, difamou e assassinou as Bruxas e tentou extinguir a Bruxaria (a Antiga Religião fundada pelo hierofante greco-egípcio Enoch do Monte Hermon, o Hermes Trismegistos que instituiu a atuação da mulher como sacerdotisa ao Culto do Deus Cornífero e, principalmente, da Deusa Mãe e que era professada, desde o período magdaleniano há 10.500 mil anos antes da era cristã, pelos povos da antiga Europa, do Oriente Próximo, incluindo Anatólia ou Turquia e Egito, e da Ásia Central ou antiga Céltica/Cítia).

Desta forma, fica explicito se é os pagãos, como as Bruxas (ao ensinar sua lei “Sem a ninguém prejudicar/injustiçar, realize o que desejar”), que seguem a falsa lei, ou se, de fato, é os próprios Cristãos e Judeus e demais condenadores que se opõe à Antiga Religião e ao Culto à Deusa Mãe e que, não obstante, criaram Manuais promotores de guerras e crimes que, até hoje, estão afetando negativamente a humanidade e promovendo mortes e maldades sob a desculpa de ser algo “divino” ou “santo” (ou seja, a falsa divindade e a falsa santidade!), além de opressão contra a mulher e os grupos sociais minoritários.

A própria Maria Madalena, não sendo de raça israelita ou judia, fora descoberta por seu ex-esposo judeu como sendo não virgem, então, segundo a lei mosaica, foi levada frente à todo o povo hebreu e apedrejada, expulsa de casa por seu marido e condenada a viver como pobre andarilha, depois herdou a acusação cristã de ter sido “uma prostituta”, e este é o reflexo de toda mulher que deseja viver com dignidade numa sociedade patriarcalista, assim como é dever de todo homem não machista assegurar a dignidade e o bem comum de todos, distanciando-se, igualmente, da opressão e dos opressores caso não queira, pelo princípio cósmico de ação-reação, ser vítima destes. 

_________________________________________________________
OBS: Além disso, cabe lembrar que toda forma de Cristianismo ou de religiões mosaicas são impossíveis de ser praticado mescladamente à Bruxaria, e todas as pessoas que assim o fazem, hora ou outra fracassam, pelo fato de que ambas são religiões inconciliáveis.